Blog

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa Tendências Primavera/Verão 2018-2019 em Destaque

O tempo em que as pessoas ligadas em moda se preocupavam com as tendências vindas dos últimos desfiles sofreu forte alteração quanto a sua importância no sentido literal. Seria mais adequado refletirmos sobre quais as mais interessantes mensagens os criadores buscaram transmitir, para que se possa encontrar inspiração na renovação de looks. Certamente estas mensagens não foram mais sobre comprimentos, formas definidas, estampas etc., passando a ser um convite a uma nova postura no que refere a atitudes.

Temas como diversidade, resistência e força, sem dúvida foram sentidos com clareza na grande maioria das apresentações. Percebeu-se uma constância realista de um perfil sazonal definitivo, celebrando a individualidade do estilo através de uma multiplicidade de tendências.

Uma mensagem, porém, ficou clara e me faz lembrar o constante tema de minhas palestras: “procure dar importância e autenticidade a seu estilo, porque as roupas por você escolhidas, irão refletir a pessoa que você é.”

Sob esta perspectiva, foi possível traçar uma síntese – quase uma profecia – do que as mulheres poderão estar estarão vestindo a partir dos desfiles ocorridos nas últimas semanas em Nova York, Londres, Milão e Paris.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa A moda sempre está pensando no futuro. Futuro para os países do Hemisfério Sul, presente para os países do Hemisfério Norte como Estados Unidos, França e as demais nações da Europa. Com o Inverno se aproximando, eles se preparam para lançar moda no mundo. As tendências nos EUA e na Europa em 2017 serão tendências no Brasil no Outono/Inverno 2018.

Curioso(a) para saber as novidades? Então se prepare para o que vem por aí! Uma das tendências em alta é o retorno do veludo. Muito comum nas temporadas passadas, esse tecido vem em grande escala em dois tipos específicos: o cotelê e o molhado. Muito conhecido pelos brasileiros, o molhado chega com mais variedade de cores e estampas florais. Já o cotelê se destaca pelo seu conforto e textura.

Outra tendência da moda para o Outono/Inverno será o retorno de um clássico: o Tweed, que volta repaginado, com novas cores e próprio para vários ambientes. Hoje, ele não é apenas mais uma peça de roupa para o trabalho – virou um novo estilo, utilizado com combinações mais ousadas.

Falando em ousadia, o verde será uma das cores do próximo Inverno. Sempre buscando fazer uma conexão com a natureza, estampas com folhas e flores serão destaques nessas peças.
O brilho também estará de volta. Com o estilo baseado nos anos 1980, a dupla Lurex e Lamê ganha destaque em peças do trabalho e do dia a dia. Detalhe também para as cores, que complementam o efeito vintage em vários tipos de tecido. Quem disse que o Inverno precisa ser chato ou com cores opacas?
A promessa do mercado é que a próxima estação mais fria do ano seja repleta de novidades, e uma delas será – mais uma vez – a moda metalizada. Já visto nas temporadas passadas, esse estilo será incrementado para 2018, desde acessórios até peças inteiras como vestidos e casacos. A prata e o dourado estarão em alta no Inverno.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa Mangas extralongas
O efeito Vetements começou. Outras marcas, como Commes des Garçon e Hood by Air já brincaram com o comprimento das mangas, mas foi com o coletivo parisiense que a febre detonou. De Michael Kors a Proenza Schouler, designers mostraram sua maneira de trabalhar as mangas compridas até passarem o comprimento das mãos, num momento em que o oversized nunca foi tão visto na passarela.

Streetwear de luxo
Sai o decorativismo que tem dominado a pauta da moda das últimas temporadas, entra o streetwear oversized que ganha roupagem luxuosa graças aos materiais, acabamentos e interpretações que têm como principal porta-voz o russo Demna Gvasalia, do coletivo Vetements e agora também diretor criativo da Balenciaga, com eco em marcas com o DNA das ruas como a Public School (para a própria marca e para a DKNY) e a Opening Ceremony, e por outras que aderiram ao movimento como Prada, Fendi e Giorgio Armani. Ainda há espaço e holofotes para os bordados e trabalhos artesanais rebuscados que fizeram a fama da nova fase da Valentino, a mais recente ainda da Gucci e o rebuscado tradicional da Dolce&Gabbana, claro. Mas o que há de mais novo em termos de desejo de moda são os hoodies e calças oversized, camisetas cropped ou não com frases de efeito numa versão inteligente e sofisticada o suficiente para custar muito, mas próxima o suficiente do DNA das ruas para não perder sua identidade.

Sweet Grunge
Também vem das ruas a outra importante tendência da temporada internacional, numa continuação do que foi visto na estação passada, agora menos próxima do grunge Nirvana e mais perto do high fashion, bem composto, feminino e até romântico. O xadrez, as sobreposições com vestidos soltos e saias longas sem acabamento ou com barras assimétricas apareceram em grifes variadas, de Rochas a Balenciaga, Vetements a Loewe.

Puff Daddy
Mais um inverno forte para as puff jackets, as tradicionais jaquetas muito vistas nos esportes de neve que, nas passarelas, ganham versões com toques mais urbanos para as ruas. As novas versões trazem cortes, acabamentos e materiais muito além do nylon, além de manter a performance de super aquecer.

Sangue quente
Um clássico da cartela de cores da moda, o vermelho vem mais profundo e queimado nesta estação, esquentando looks com shapes e estilos variados, do streetwear underground da Vetements aos vestidos de chamois elegantes da Hermès. Do dia à noite, o tom é ao mesmo tempo classudo e vibrante sem exageros, numa opção mais alegre ao também tradicional e chique azul marinho.

Graphic design
Estampas e desenhos com efeito gráfico apareceram em muitas passarelas e de maneiras distintas. Ao seu modo, as marcas usaram efeitos ópticos, cores e combinações de peças para provocar um efeito, seja com listras, faixas ou círculos. O resultado são peças ou looks inteiros instigantes, originais e divertidos.

Pescoço em alta
Temporada forte para o pescoço, que ora aparece super coberto e embrulhado por cachecóis ou maxi golas, ora à mostra, decorado por acessórios que vão desde gargantilhas minimalistas a lenços delicados. A Prada foi mais longe e usou a área para pendurar objetos utilitários, como mini carteiras e chaves.

Azul talcado
O azul claro empoeirado, talcado, pipocou ao longo de Nova York, Londres e Milão e se consagrou como uma das cores mais relevantes da temporada em Paris. Seu ápice foi na Balmain, com um festival de looks totais azuis clarinhos com uma pitada de cinza, um tom menos açucarado que o pastel mas ainda cheio de frescor para o inverno.

Lamê
O prata (principalmente) e o dourado, junto com outros tons metalizados (azul, rosa, verde) ganharam ainda mais glamour com o lamê neste inverno, que aparece tanto na versão couture anos 80 nos tubinhos da Saint Laurent, elegantes, caso da Chanel, sexy, como na Paco Rabbane ou mesmo da Margiela, ou cool, casos de Veronique Branquinho e Rochas, em variações que podem ser usadas à noite ou de dia, com jeans e outros complementos casuais.

Decote deslocado
O shape propositalmente deslocado em golas e decotes traz essa ideia de roupa fora do lugar, numa atitude displicente e despreocupada que dá todo o charme ao look, ainda mais quando esse deslocamento é feito com modelagens sofisticadas, como as alças da Céline, a gola pontuda ou aberta caída no ombro da Balenciaga, da Proenza Schouler ou Opening Ceremony.

Veludo molhado
O brilho e a textura do veludo molhado deixam tudo mais luxuoso e com movimento molenga charmoso em tons dramáticos como os muitos azuis marinhos vistos em marcas como Prada, Fendi e Phillip Lim e cores vivas, caso do mostarda da Vetements, o vermelho da Opening Ceremony ou o verde da Gucci.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa A cada temporada a moda é mostrada nas passarelas de todo mundo, e o que aparece quase sempre vira tendência. A primavera/verão é a estação mais colorida, mais cheia de tendências de todos os tipos para todos os gostos, afinal são muitas cores e texturas, estampas além das modelagens.
As cores das flores da primavera e o brilho do verão juntos ditam e lançam a moda com a alegria da temporada mais quente do ano. Que se transformam em tendência desde os tecidos às estampas. Afinal as cores são muito variadas, normalmente que vão do tradicional branco passando pelos tons pastel e quase sempre com algumas cores fortes.
Este ano o branco total continua forte, o azul, o laranja e o marrom são as cores mais cotadas para esta temporada.
As estampas que vão do náutico as listras paisley, poá, batik, ikat e motivos arabescos. O tecido mais cotado é a renda e aplicações em 3D e tecidos trabalhados manualmente e com toque de romantismo.
É claro que dentro destas tendências você tem que procurar adequar a moda ao seu estilo, o que você gosta e se sente bem em usar. O que favorece ao seu tipo físico, te deixa mais linda e não apenas usar uma moda apenas porque todos está usando. Estar na moda é seguir tendências, mas antes disso é saber usar a moda a seu favor.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa Todos os anos, diversas empresas realizam estudos com a previsão de tendências de cores que serão utilizadas no próximo semestre. Essas tendências são antecipadas para o mercado com o objetivo de influenciar as pessoas a revitalizarem o que está a sua volta, além de determinar as tonalidades que vão guiar o ano, nas áreas como a moda, arquitetura, decoração e comportamento.
Recentemente, a Pantone lançou o seu relatório anual de moda chamado Fashion Color Report Fall 2016. A publicação traz a paleta inspiracional que vai invadir o armário e tomar conta das roupas femininas e masculinas no outono/inverno de 2016.
De acordo com a diretora executiva do Instituto Pantone, Leatrice Eiseman, além da paleta outono/inverno 2016 ter no azul sua cor essencial, a inspiração da cartela foi fundamentada no desejo de tranquilidade e otimismo, já revelados pelo Rose Quartz & Serenity (rosa quartzo e azul serenidade) no início do ano. As palavras chaves para o outono da Pantone são força, confiança e complexidade.
O conjunto de cores inesperadas e vibrantes transcende gêneros, compondo uma cartela versátil e exuberante: “O azul céu, por estar continuamente acima de nós, representa a constância. A cor cinza dá a sensação de estabilidade, os tons de vermelho são um convite ao calor, à confiança e ousadia, enquanto os roxos com rosas fortes e amarelos-mostarda sugerem um toque exótico”.

Onde estamos!

Rua Professor Cesare Lombroso, 125
Bom Retiro / São Paulo, SP.
01122-021

Fale Conosco

11 3331.6837
11 3362.0474

Encontre-nos!

Segunda a Quinta: 7:30h as 17:30h
Sexta: 7:30h as 16:30h | Sábado: fechado

Pesquisar